6 de novembro de 2010

#4


No início, eu interrogava-me: "Esta pessoa sou eu? Como me transformei?". No fundo todas as respostas estão à vista. Mas estranhei, porque em tanto tempo nunca tinham conseguido com que me sentisse assim, nem eu própria o consegui. Mas eu senti-me feliz e segura. O que era isto? É conhecido como "amor", eu estava a apaixonar-me a sério.
Não era eu, eras tu. Tu conseguiste do nada o que eu sempre procurei.
E esses teus olhos de tom esverdeado a olharem para mim com tanta ternura, as tuas palavras que me tranquilizavam, o calor dos teus abraços, o teu carinho, os teus beijos com amor, as tuas mensagens lindas. Sentia-me protegida, e que nada nos ia separar. Conheces-me como ninguém, sabes como me fazer sorrir.
Agora desejo, eu desejo que tudo isto volte. Não só são saudades, mas anseio sentir-me assim de novo.  Nada foi deitado fora, lembro-me de tudo, lembro-me dos sorrisos que me proporcionavas, lembro-me de tudo o que construímos juntos.

7 comentários:

Beatriz Navarro. disse...

está lindo.

Patrícia S. disse...

Obrigada, Beatriz.

P' disse...

Que bonito.

Vanessa Gomes disse...

obrigada (:
está lindo!

Vanessa Gomes disse...

obrigada * também me caracteriza bastante aquela frase, infelizmente xs
adoro !

nina disse...

Cativaste-me..vou seguir-te :)

nina disse...

sim linda, gostei tanto do teu blog que na primeira visita decidi logo que te ia seguir ;)